Nietszche e o Sofrimento: regras para a vida


O documentário apresenta aspectos do pensamento do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, o destruidor de mundos com sua filosofia do martelo.

Nietzsche viveu na segunda metade do século XIX e tinha uma proposta ousada de pensar no sofrimento, nas dificuldades e na dureza da vida; muitas vezes causando verdadeira consternação no seu leitor.

quanto-mais-me-elevo

Ele dizia: “Às pessoas de quem gosto desejo sofrimento, doenças, dificuldades, indignidade, desprezo, desconfiança e a infelicidade dos conquistados”, isso porque para ele “a felicidade e a infelicidade eram irmãs gêmeas e cresciam juntas”. Ou seja, para realizar grandes feitos é indispensável aprender a lidar com as dificuldades, os desafios, o erro e o fracasso, vistos como aspectos inerentes à própria vida.

frase nietzschePara Nietzsche, é no risco e no desafio que está a beleza da vida, tal como a sensação de bem-estar que sentimos no cume da montanha, após tê-la subido exaustivamente, passo a passo.

O vídeo mostra profissões que idolatramos e até idealizamos, pelas quais a pessoa tem que sofrer, tem que se superar para conquistar a meta desejada: o astronauta, a bailarina, o músico, o trapezista são alguns exemplos.

Procure relacionar os desafios exibidos no vídeo (como, por exemplo, escalar uma montanha) com os momentos em que somos testados na vida: apresentações em público, concursos, competições esportivas são momentos em que observamos dedicação máxima e muita pressão. Para Nietzsche, é justamente isso que faz o ser humano aprender a reagir bem ao sofrimento e usar isso para produzir o belo, além de dar um gosto maior na hora das conquistas.

Anúncios

Um comentário em “Nietszche e o Sofrimento: regras para a vida

  1. Basicamente o que Niet .. apregoa são desafios, ou seja, sem eles não poderíamos sentir o prazer, da felicidade. Sem sentirmos um dia a “infelicidade”, seja ela em que ponto da vida se der, não teríamos a capacidade de vivenciar a “felicidade”. Daí a razão de considerar A “infelicidade”, irmã da “felicidade”. Sem uma, não se chega à outra.

    Curtir

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s