Montaigne e a Autoestima


 

Michel de Montaigne (1533-1592) elaborou ensaios onde debruçou-se para diagnosticar as causas de nossa insegurança, além da relação que o ser humano tem com o corpo e a mente.

Para o filósofo, a origem da nossa baixa autoestima está na tendência humana em dividirmos o mundo artificialmente entre normal e anormal, criando níveis de aceitação e repúdio para as condutas e formas que não estejam dentro de parâmetro arbitrariamente escolhido pelo tecido social. 

Esse padrão criado é uma idealização a qual ninguém corresponde. Uma ilusão que massacra o ego e nos sujeita a uma culpabilização por não atingirmos os ideais criados.

Na prática da vida, somos lembrados justamente pelas características que nos diferenciam: alguma cicatriz ou pinta, a cor dos olhos, da pele, dos cabelos, uns mais baixos, outros mais altos, há os que usam óculos ou aparelhos dentários, os carecas, os feios, os mais belos…

Essa intolerância à diferença faz com sejamos refratários aos sentimentos do Outro e também cria em nós mesmos sentimentos de rejeição às nossas características particulares.

O resultado final é criação de  sérios transtornos em nossa autoestima e complicações psicológicas que alguns carregam por toda a vida.

frase-ninguem-determina-do-principio-ao-fim-o-caminho-que-pretende-seguir-na-vida-so-nos-decidimos-montaigne-109377

Anúncios

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s