Montaigne, sobre dúvidas e a razão


image

” A razão, essa faculdade nossa de trazer um pouco de luz para a noite que nos envolve, e que se prejulga universal, permanece uma aparência do discurso que cada um forja em si, um instrumento de chumbo e de cera, flexível, dobrável e acomodável a todos os vieses e a todas as medidas.
O que, é claro, não deve nos impedir de fazer uso dela.

Porque raciocinar é, antes de tudo, duvidar, e nossa dúvida deve concernir muito mais a nossas certezas que às verdades.

As primeiras traduzem nossa vontade de crer;
as segundas respondem ao nosso desejo de saber.”

Montaigne
Acima, quadro de Bosch “navio dos loucos”

Anúncios

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s