Marcel Proust : Amores Findos


image

“O amor não pára de preparar seu próprio desaparecimento,
de figurar sua ruptura. Assim é no amor como na morte.

Do mesmo modo que imaginamos estar ainda vivos para ver a cara que farão aqueles que nos perderam, também imaginamos
estar ainda suficientemente apaixonados para gozar a tristeza daquele que mais amamos.

É bem verdade que repetimos nossos amores passados, mas é verdade que nosso amor atual, em toda a sua vivacidade, “ensaia” o momento da ruptura ou antecipa seu próprio fim.

Nesse ensaio de um desfecho sofremos de antemão, sem esquecer uma só, todas as dores de uma ruptura
que em outros momentos julgamos poder evitar.”

MARCEL PROUST

Anúncios

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s