Filosofia nos Quadrinhos: A Verdade Sobre SuperMan


“Clark Kent é como o Super-Homem nos vê. E quais são as características de Clark Kent?

Ele é fraco, inseguro e covarde.

Clark Kent é uma crítica do Super-Homem à raça humana.”

Bill, em Kill Bill volume 2

GalleryChar_1900x900_allstarSuperman_52ab8fc670d367.92768430

Bruce Wayne nasceu Bruce Wayne. Ele veste a persona do Batman para se sobrepor aos seus temores. Peter Parker nasceu Peter Parker. Ele se torna o Homem-Aranha após um acidente e descobre em si uma grande responsabilidade. Eles usam seus disfarces para atingir coisas incríveis. Mas fazem isso valorizando seu lado humano. O que está ali nas páginas dos quadrinhos é a inteligência de Batman e o senso de responsabilidade do Homem-Aranha.

Isso vale para quase todos os grandes heróis do universo de quadrinhos. Eles são humanos que após alguma tragédia pessoal ou acidente cósmico/radioativo, descobrem dentro de si algo maior que seus medos e decidem trilhar o caminho da justiça e da luta pelo bem. Seus disfarces valorizam seu lado humano.

Isso não é verdade para o Super-Homem.

Ele não nasceu Clark Kent. Ele nasceu Kal-El, um alienígena. Ele não precisa de Clark Kent. Ele é um deus no meio de humanos e poderia facilmente destruir, escravizar e reinar se o desejasse. E muitas vezes disse isso textualmente nos quadrinhos.Mas ele preferiu se esconder como Clark Kent.

Levando em conta que Kal-El  tem força, velocidade, inteligência e acesso a tecnologias além de qualquer limite humano, seu alter ego Clark Kent poderia continuar escondido e ser um grande esportista, um fenomenal cientista ou qualquer elemento de destaque que trouxesse maior desenvolvimento tecnológico ou médico para a humanidade. E ainda ser o Super-Homem.

Mas Kal-El acredita que o melhor disfarce entre humanos é o de um bobo, atrapalhado, confuso e indeciso repórter. Ele deve acreditar que somos quase todos assim nesse planeta e é esse o melhor disfarce possível para sumir na multidão. Superman acredita que somos patéticos.

Superman não tem lado humano algum. O que ele acredita que é um ser humano médio é alguém fraco e covarde. Isso é o que emula, o que ele transmite a cada página vestido de Clark Kent. Clark kent é sua piada contra a humanidade. É sua visão de desprezo.  

images

Uma outra visão sobre  o herói aparece na obra de Umberto Eco que escreveu um excelente artigo sobre o mito do Super-Homem (“O SuperMan como modelo de HeteroDireção”).

Nesse artigo, Umberto Eco destaca que o Superman é produzido para o homem heterodirigido, ou seja,  o indivíduo “que vive numa comunidade de alto nível tecnológico e particular estrutura social e econômica, e a quem constantemente se sugere o que deve desejar e como obtê-lo segundo certos canais pré-fabricados que o isentam de projetar perigosamente e responsavelmente.”

Em resumo, Eco afirma que o Superman tem como principal motivação manter o status quo da sociedade que ele defende.

A produção das histórias do Superman juntamente com a propaganda, marketing e outros veículos de cultura em massa ajudam (ou persuadem) o indivíduo a valorizar e reafirmar para si mesmo o modelo atual da sociedade.

Apesar de ser quase onipotente (sua única fraqueza é a Kriptonita) o Superman não acaba com a fome na África, não elimina o terrorismo internacional e nem acaba com as ditaduras.

O Superman luta contra inimigos locais que vem roubar um banco, destruir uma cidade ou sequestrar sua namorada. Ele é provinciano. Defende a propriedade privada e luta para MANTER a lei e a ordem. Sim, ele luta contra alienígenas sanguinários que querem destruir nosso planeta. E quando os derrota, Superman mantém a Terra a salvo, exatamente como está, sem alterar o status quo. 

Esses valores, colocados como ideais, incentivam o indivíduo a lutar pelas mesmas coisas. Apesar do incrível poder que tem, o Superman não fará reforma social ou deporá o governo ilegitimamente constituído ou o ditador violento. Ele não usará de sua força para acabar com as armas nucleares, nem ajudará a desenvolver novas tecnologias e vacinas apesar de ter acesso a tecnologias impensáveis para os terráqueos em sua ultra tecnológica Fortaleza da Solidão. O indivíduo heterodirigido é persuadido a seguir na mesma direção.

Superman faz parte do sistema. Age dentro dele, seguindo suas normas, para mantê-lo.

Por isso, eu sempre torci para o Batman   🙂

superman-clark-obvious-miniatura-800x600-104321

Anúncios

3 comentários em “Filosofia nos Quadrinhos: A Verdade Sobre SuperMan

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s