Poesia na vida: Pablo Neruda


Pablo Neruda – O Vento na Ilha


O vento é um cavalo

Ouça como ele corre

Pelo mar, pelo céu.

Quer me levar: escuta

como recorre ao mundo

para me levar para longe.

Me esconde em teus braços

por somente esta noite,

enquanto a chuva rompe

contra o mar e a terra

sua boca inumerável.

Escuta como o vento

me chama calopando

para me levar para longe.

Com tua frente a minha frente,

com tua boca em minha boca,

atados nossos corpos

ao amor que nos queima,

deixa que o vento passe

sem que possa me levar.

Deixa que o vento corra

coroado de espuma,

que me chame e me busque

galopandanto eu, emergido

debaixo teus grandes olhos,

por somente esta noite

descansarei, amor meu.

Anúncios

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s