Resenha de livros de 2016 – parte 4


ler100_livros_por_ano

E para essa resenha dos livros devorados nas últimas semanas chegamos com ótimas dicas e um rol mais farto do que nos posts anteriores. Sem perder muito tempo, vamos a eles:

 

85046_gg

   1 O Mal-Estar na Civilização – Sigmund Freud

Releitura. E gostei mais dessa vez do que me lembrava da leitura original. Acredito que este é o livro de Freud que serve de inicio para qualquer leitura do psicanalista. Trata-se de uma obra de 1930, encontrando um Freud idoso e repensando vários pontos de suas obras anteriores, realocando-as sob a perspectiva da existência das pulsões de morte e de vida/amor que norteiam nossa psiquê e o próprio caminhar da humanidade.

Apesar de não ser uma obra inicial, o trabalho explica nas suas primeiras páginas as noções de ego, superego e id, passando pelo inconsciente e suas inúmeras camadas de memórias. Depois trata da questão do desejo, do controle das nossas pulsões através da razão e da sublimação dos impulsos de forma a permitir a própria existência da vida social. Por fim chega à conclusão que tais inibições dos desejos – essenciais para a convivência pacífica e ordenada – levam à criação de recalques, traumas ou ao menos um mal-estar. Obra incrivel. Para outros links do site sobre Freud, aconselho começar pelos aforismos: parte 1 e parte 2.

 

 

9788532642868

2 O Existencialismo é um Humanismo – Jean Paul Sartre

Trata-se do registro de uma palestra de Sartre em 1945. A obra é pequena, de fácil leitura e serve como um guia para encontrar o vocabulário básico do filósofo para quem desejar conhecer os rudimentos do existencialismo. Sartre desejava com essa palestra defender a escola de pensamento existencialista, que aquela altura vinha sendo atacada por outros ramos.

Em sintese, é uma defesa da inexistência de uma essência humana; ou seja, de que não fomos criados por Ninguém e não temos função ou destino predestinado algum, cabendo unicamente a cada um de nós criar por si a própria razão de viver. 

Sobre o existencialismo sartreano, escrevemos no Blog dois posts: parte 1 (o sentido da vida) e parte 2 (limitações da liberdade).

 

b90207c8-2d16-450e-8429-6a3ea43be1f63 Felicidade ou Morte – Clóvis de Barros Filho e Leandro Karnal

Os dois autores são professores e conferencistas renomados sobre os temas da filosofia e da pós-modernidade. Basta colocar seus nomes no youtube e você receberá uma imensa lista de vídeos com palestras e aulas interessantissimas.

Neste livro, a proposta é colocar os dois para uma conversar sobre o tema da busca da felicidade e a responsabilidade pessoal pelos nossos atos e decisões. Com essa premissa, os professores discorrem sobre as diferentes escolas de pensamento desde os gregos clássicos, passando pelo paradigma cristão até chegar em autores como Kant e Sartre. A obra é muito tranquila de ler.

O Blog já trouxe o registro das video-aulas do professor Clóvis em seu curso de ética, podendo ser acessado a partir desse link.

 

5084737

4. Crepúsculo dos Ídolos – Nietzsche

É indicada como a obra para iniciar-se na leitura de Nietzsche. O livro na verdade foi desenvolvido para ser a introdução de uma obra onde o filósofo iria fazer uma recapitulação e revisão de seu pensamento. Esse livro abrangente nunca se materializou, mas a suposta introdução virou o “Crespúsculo dos Idolos”. 

Neste livro, Nietzsche tenta colocar os pés no chão e tratar seus temas de forma mais didática, daí ser a obra sempre indicada como primeira leitura. Temos assim explicações sobre os pontos centrais do pensamento do autor: combate ao idealismo platônico, combate ao cristianismo (visto como um platonismo para as massas), luta contra qualquer tipo de ideologia que retire o homem da luta e da vida no mundo material prometendo recompensas futuras, distanciamento de qualquer linha de pensamento que defenda a igualdade, e o mergulho em uma linha de raciocínio aristocrática que prioriza os mais fortes e aptos, crendo que a solidariedade e igualdade são pensamentos morais de fracos.  

Nietzsche não é um autor para ler com olhos do politicamente correto. Para alguns de seus aforismos, fizemos esse post.

 

ALEM_DO_BEM_E_DO_MAL_1231128816B5. Além do Bem e do Mal – Nietzsche

Para quem passou por Crepúsculos dos ìdolos, a leitura a seguir é para Além do Bem e do Mal. Nessa obra, mais extensa que o opúsculo anterior, temos o filósofo passando por alternâncias de estilos que vão da prosa aos aforismos curtos.

O autor aprofunda sua visão vitalista, de que a vida é vivida no mundo, tal como ele é; sem ideologias que prometem recompensas futuras. Critica profunda ao niilismo, que para Nietzsche é a negação da vida real em prol de utopias laicas ou religiosas.  Nesta obra temos os rudimentos do que viria a ser no futuro a base da psicanalise, com a defesa de que nosso consciente é apenas uma particula ridicula de todos os impulsos, energias e pensamentos que passam pelo nosso corpo.  Defende também o parâmetro de valoração da própria vida através do que se convencionou chamar de “eterno retorno”, ou seja, fruir uma vida que escolhemos e da qual sintamos prazer e alegria de estar vivendo a cada minuto.

Uma excelente aula sobre todas as chaves do pensamento de Nietzsche pode ser encontrada neste post com aula do professor Clovis de Barros Filho. 

 

87407815

6.  Somos todos Canalhas – Clovis de Barros Filho

Particularmente eu não gostei desse livro. Segue a mesma linha do ótimo “A Vida que vale a pena ser vivida” (tratado na parte 3 dos livros de 2016), com explicações sobre as diferentes idéias sobre moral e ética que se surgiram nos últimos séculos de desenvolvimento do pensamento. Mas esse livro não tem o mesmo brilho do anteriormente citado.

Até a ordem a de apresentação das escolas de pensamento e dos autores é idêntica, mas carece dos trechos selecionados e as explicações são mais rasas.

 

 

 

 

Os posts de 2014 podem ser todos acessados aqui: parte 1, parte 2, parte 3, parte 4, parte 5 e parte 6.

Os livros de 2015 estão na parte 1, parte 2, parte 3, parte 4 e parte 5 .

Em 2016, os livros estão nas parte 1  e parte 2 e parte 3.  

São dezenas de livros nos mais diversos temas.

Os posts sobre meus livros preferidos encontram-se aqui: parte 1, parte 2 e parte 3.

`Para quem deseja iniciar-se nos livros de filosofia, indico alguns manuais aqui:  “Manuais de filosofia para iniciantes e curiosos”  e outras  sugestões para a leitura dos textos puros, sem comentadores, podem ser encontradas no link sobre os textos originais dos autores para aprofundamento nos estudos da filosofia, sociologia e psicologia.   

 

Anúncios

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s