Poesia na vida: Drummond, sobre leituras 


​”Mas leio, leio.

Em filosofias tropeço e caio,

Cavalgo de novo meu verde livro,

em cavalarias me perco medievo;

Em contos, poemas, me vejo viver.

Como te devoro, verde pastagem.

Ou antes carruagem de fugir de mim

E me trazer de volta à casa,

A qualquer hora num fechar de páginas?”

DRUMMOND

Abaixo: Delacroix, Hércules resgatando Hesione

Anúncios

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s