Bukowski: amor 


amor é a chave perdida da sua porta

quando você está bêbado

amor é o que acontece

uma vez a cada dez anos

amor é o velho jornaleiro na

esquina que

desistiu

amor é o que você acha que a outra

pessoa destruiu

amor é Dostoiévski na

roleta

amor é o que se arrasta pelo

chão

amor é a sua mulher dançando

colada com um estranho

amor é uma senhora

roubando um pedaço de

pão

e o amor é uma palavra usada

muitas vezes e

muitas vezes

cedo demais.

Parte do poema: Uma definição 

Do livro: Amor é tudo aquilo que nós dissemos que não era

Anúncios

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s