Reflexões ao volante: trechos de entrevista, parte 1 


– para que você escreve essa página?

– nenhum motivo especial.

– você acha que alguém lê?

– não sei.  Não me importo com isso.  Não muito…. é para mim. É minha terapia.

– então para que se preocupar?

– eu não me preocupo.  Só quero dividir algo que achei interessante.

– mas não tem nada original. Nem suas crônicas. Você está sempre ou falando da sua vida ou resumindo muito mal gente muito mais complexa.

– não tenho pretensão de ser original. Só coloco à vista o que acho interessante. É só um farol. Cada um segue seu caminho.

-Mas nem tudo o que você coloca aqui é bonito ou dá esperança.

– eu nunca disse  que era para dar esperança.

– as pessoas podem achar que nada vale a pena lendo isso aqui.

– e talvez estejam certas.

– Isto é  um desserviço.

– não vim ao mundo para servir ninguém.
(trecho de entrevista, Manuel Sanchez)

 

Anúncios

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s