Iniciação em Filosofia – bons livros para começar


544036_517087911646918_1600988491_n

Você já se interessou em ler algum livro de filosofia? Se você respondeu  sim e começou da mesma forma atrapalhada que eu – um leigo curioso que adora livros –  partiu direto para ler o texto puro dos autores clássicos.

Obviamente, sem nenhuma base, preparação, noção de enquadramento histórico ou a menor suspeita de qual foi a base familiar, religiosa e social que cercou tais pensadores, o resultado provavelmente foi de desânimo com o resultado alcançado. Excelentes livros acabaram sendo encostados em algum canto, esquecidos por anos.

captura-de-tela-2012-01-10-c3a0s-19-04-162

Ler os textos puros, sem intermediários é ótimo.

Mas o primeiro passo é procurar um bom guia nos momentos iniciais. 

Boas leituras e comente sempre que possível!

 

81tYVDo7ugLHistória da Filosofia Ocidental

e História do Pensamento Ocidental

– ambos de Bertrand Russel

O autor é um dos guias espirituais desse blog e já foi abordado em detalhes em um post anterior.

Em “História da Filosofia Ocidental”, Russel trata das origens da filosofia e de sua evolução histórica narrando a biografia, o contexto social  em que viveram os filósofos estudados e dissecando as principais obras que moldaram  o pensamento ocidental.

O livro é apresentado em ordem cronológica para facilitar o entendimento. Cada capítulo pode ser lido pelo leitor iniciante e também pelo mais especializado, já que o texto segue em uma ordem crescente de aprofundamento.

hist-ocidental

O segundo livro, “História do Pensamento Ocidental”  é focado  nas escolas filosóficas e não se preocupa com um estudo individualizado de cada pensador, apresentando-os independente do critério cronológico.

Juntas, as duas obras de Bertrand Russel se complementam e tem material de estudo para iniciantes e iniciados.

 

Uma Breve História da Filosofia –  autor: Nigel Warburton

689360

É o livro que eu queria ler há muitos anos e não sabia. Básico e direto.

São as aulas de filosofia que deveriam ser ensinadas no colégio.

O livro é estruturado em 40 capitulos que trazem, em ordem cronológica, as ideias centrais dos principais filósofos ocidentais.

A cada capitulo somos apresentados ao autor e a um resumo de sua época e circunstâncias históricas.

Escrito em linguagem clara, sem enrolação, fazendo uma ponte com as idéias que se repetem ou são desenvolvidas séculos depois da semente inicial; o livro traz o entendimento do desenvolvimento e das rusgas e batalhas do campo do pensamento.

 

Justiça – autor: Michael Sandel

justica-o-que-e-fazer-a-coisa-certa-michael-sandel

O autor é professor de Harvard e seu livro é na verdade um curso disputado que ministra na universidade.

O livro tem um formato diferente e se preocupa em analisar não os filósofos per si, mas sim as grandes linhas de pensamento filosófico com suas questões básicas e sempre trazendo exemplos e questões morais da época contemporânea,  demonstrando que o embate diário é repleto de questões éticas e morais: aborto, suicídio, capitalismo, controle de preços,  livre mercado, eleições livres…. o autor consegue mostrar todos os ângulos filosóficos existentes por trás desses temas tormentosos.

A obra mostra que as divisões da filosofia estão por trás da maneira de ver o mundo e que estas influenciam a política e por fim as normas jurídicas que nos regem.

O livro divide-se em três grandes linhas de análise: o pensamento libertário, a filosofia utilitarista e o pensamento kantiano.

A partir dessas linhas mestras o professor começa a explicar não só as origens, mas as consequências e desdobramentos de cada uma dessas vertentes filosóficas em assuntos atuais como aborto, casamento gay, suicídio assistido, livre mercado, exploração sexual, legalização da prostituição, combate ao crime, descriminalização de drogas, privatização de serviços médicos, bônus para professores, cotas raciais etc…

Uma leitura ótima e que traz a filosofia para o noticiário do dia a dia.

Mais do que isso, um livro inteligente que faz pensar e nos coloca em contato com perguntas que muitos preferem ignorar.

 

As consolações da Filosofia – autor: Alain de Botton

images

Este não é exatamente um manual, já que o livro não trata da evolução do pensamento filosófico e nem deseja estruturar o corpo de conhecimento em escolas.

Mas acredito que é válido constar nessa lista porque traz a filosofia para perto dos problemas do nosso dia a dia, propondo formas de encararmos a vida e atingirmos o autoconhecimento. Afinal este é objetivo máximo socrático: conhecer a si mesmo, fazer as escolhas adequadas e viver com essa responsabilidade. 

Nesta obra, o escritor traz grandes inadequações que qualquer ser humano já teve na vida e nos brinda com a biografia e com os pensamentos de seis grandes filósofos e de como eles abordaram ou encararam os problemas: Sócrates, Epicuro, Sêneca, Montaigne, Schopenhauer e Nietzsche.

De certa forma, o livro abrange em saltos históricos vários dos principais pontos da filosofia aplicados à nossa vida cotidiana, tratando da impopularidade, dificuldades financeiras, o controle da ira, a inadequação intelectual, a dor de um coração partido e a luta nas adversidades.

 

A-vida-que-vale-completa-336x506

A Vida que Vale a Pena ser Vivida – Clóvis de Barros Filho

Neste livro, o autor discorre sobre a busca do ser humano sobre os elementos que dão valor e sentido à nossa vida.

Nessa missão, a cada capítulo,  percorremos as idéias platônicas, o pensamento de Aristóteles sobre as virtudes, a escola estóica, os utilitaristas ingleses, a filosofia de Espinoza, Kant entre outros.

Como resultado, acabamos por perceber que a humanidade busca sentido e valoriza conceitos e estilos muito diferentes, às vezes antagônicas e que no fim não existem fórmulas prontas em nenhum manual.

Cabe apenas a nós próprios fazer as escolhas e viver com elas, com seus bônus e ônus; dores e delicias. Gostei muito desse livro.

 

 

Aprender a Viver – Luc Ferry

Delicioso manual de filosofia com linguagem simples e direta que se propõe a explicar os paradigmas filosóficos que moldaram o mundo clássico, a Idade Média, a Modernidade e o mundo contemporâneo.

Em cada capítulo o autor nos esclarece os pontos cruciais do pensamento de cada período histórico e como eles proporcionaram a visão filosófica com a qual identificamos as distintas épocas.

Um dos melhores manuais para leigos que há atualmente no mercado, na minha opinião. 

 

Anúncios

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

6 comentários em “Iniciação em Filosofia – bons livros para começar”

  1. É tão engraçado ver os comentários dessa galera inteligente… Eles escrevem tudo tão… polido. :’v
    “Não sabes o quanto me ajudou.” Repito o comentário do amigo erudito acima.
    Mas….
    É NÓIS AÍ XOXOI TOP TOP TOP

    Curtido por 1 pessoa

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.