Herman Hesse, o Mestre e a Mente.


herman_hesse_logo

Herman Hesse tinha o poder de escrever inúmeras estórias sobre a busca pelo autoconhecimento : Sidarta, Damien, O Lobo da Estepe entre outros. Está no panteão dos meus favoritos.

Em comum, seus livros tem como pano de fundo o desenvolvimento pessoal e a criação da personalidade, que não são elementos dados, mas criações individuais e constantes.

Sua obra é influenciada pela psicologia Junguiana e por símbolos religiosos, sendo altamente psicanalítica e permeada por uma certa melancolia, acredito que inerente à sua postura reflexiva.

Em Sidarta, temos o personagem principal inicialmente em um mundo que muitos considerariam perfeito : riqueza, luxo e proteção. Até o momento em que os excessos exteriores deixam de ter sentido e ele se joga em uma peregrinação pelo mundo após romper com seu pai.

images (1)

A saga de Sidarta por entender seu lugar no mundo e seu papel como homem, o levará a seguir mestres, a repetir doutrinas, depois a romper com as tradições, negar os antigos mestres, descobrir os prazeres das mulheres, o ardor do trabalho, voltará para a luxo do dinheiro, abandonará novamente as conveniências da vida, romperá com a família, se entrevistará com o próprio Buda e verá seu próprio filho repetir seu exemplo de insubordinação contra as ordens paternas.

Tudo para trilhar o próprio caminho e descobrir-se um homem inteiro. Ou melhor: para criar-se como um homem inteiro.

Em Damien, o personagem juvenil Sinclair trava uma viagem de autoconhecimento e choque existencial quando percebe que o mundo real nada tem a ver com as ilusões piedosas e protetoras ditas por seus pais.

O livro trata da amizade de Sinclair com o jovem Damien, personagem envolvente e precocemente maduro que possui uma personalidade firme e que influenciará a forma de Sinclair ver o mundo e posicionar-se como adulto, quebrando a casca da juventude. 

Em O Lobo da Estepe encontramos Harry Haller, um outsider, um misantropo de cinqüenta anos, alcoólatra e intelectualizado, angustiado e que não vê saída para sua tormentosa condição existencial, até conhecer um novo círculo de pessoas e iniciar uma viagem reflexiva sobre o mundo, a humanidade e sua própria pessoa.

images

Herman Hesse também foi abordado nesse post do blog com frases e reflexões de suas obras.  

 

Anúncios

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s