Sêneca: o simples


“Tenho um profundo amor à simplicidade, e o confesso: o que amo não é nenhum leito faustosamente preparado, não são de modo algum roupas que se tiram do fundo de um baú (…), mas um costume simples e grosseiro que se conserva sem cuidado e que se usa sem escrúpulo.”

— Sêneca, Da Tranquilidade da Alma

Abaixo: Leonardo da Vinci

Anúncios

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.