Depois dos manuais: Filosofia, Psicologia e Sociologia para curiosos – parte I


Discourse-into-the-night

Por melhor que seja o autor do manual de iniciação em sua explicação pedagógica, nada substitui a leitura per si das obras estudadas.

Às vezes, essa leitura torna-se de difícil compreensão. Mas nesta primeira parte das indicações de livros, coloquei obras de leitura fácil ou média, passando longe daqueles calhamaços de vocábulos nebulosos. Não sou profissional da área e nem tenho paciência para divagações técnicas.  Deixemos isso para quem é do ramo. Aqui, vale o aprofundamento do pensamento mas dentro das nossas limitações de leigo curioso.

Toda lista revela muito dos gostos particulares de quem a produz, expondo mais em suas omissões do que em suas escolhas. Essa não é diferente. Coloco aqui os MEUS autores e livros preferidos.  Tenho certeza que o amigo leitor que tenha chegado até aqui com sua lista pessoal na cabeça encontrará pontos para criticar ou acrescentar.

Acredito que as obras de filosofia, psicologia e sociologia devem ter um significado para a compreensão dos nossos dilemas e aspirações mundanas, do dia a dia. Sabedoria prática. Um mergulho na busca da melhor forma de levar a vida. Não sou fã de perplexidades metafísicas e de pouco apelo prático nas divagações de lógica pura.  Então saiba que essa lista traz esse viés impregnado em suas escolhas. 

Boas leituras!

Escuela_atenas

 

nietzsche

Friedrich Nietzsche

obras indicadas: Crepúsculo dos Idolos, Gaia Ciência, Humano Demasiado Humano, Para Além do Bem e do Mal, O Anticristo, Assim Falava Zaratustra, Aurora e Vontade de Potência.

Essas são as minhas preferências nos livros de Nietzsche que, por sua vez, é o filósofo que trovejou inaugurando o mundo contemporâneo.

Em suas obras, ele aborda sempre de forma muito crítica e sem rodeios a decadência da moral vigente, os costumes carcomidos, a postura servil da humanidade e imagina o potencial que um homem verdadeiramente dono de si poderia atingir não estivesse preso por seus próprios medos e pelos grilhões do peso da cultura e dos hábitos da sociedade.

Profundamente radical em suas opiniões, sem fazer nenhuma questão de composição com os pensamentos contrários, Nietzsche não apresenta qualquer respeito pelos mais fracos, pobres, simples ou tímidos. Sua linha é anticlerical, oligárquica, pairando acima dos gostos populares e das massas. Há que se ter cuidado com certos radicalismos, mas sem dúvida abrem a mente.  

Seu conceito da morte de Deus é a antesala do pensamento contemporâneo que estruturou o mundo baseado  no desenvolvimento tecnológico esmagador, nas guerras de alcance planetário, no sistema de produção e consumo em massa onde a reflexão perdeu a primazia e os valores do passado não nos servem mais. 

O filósofo já foi abordado no site em documentários e diversos posts explicando seus conceitos básicos do eterno retorno, amor fati e super-homem. 

 

download   

Sigmund Freud:

obras: O futuro de uma ilusão, O mal estar da civilização, Psicologia das massas e análise do eu, Compêndio da Psicanálise e Totem e Tabu.

A linha de pensamento freudiana pode ter sido superada por outras formas de compreensão e abordagem psicoanalítica (junguiana, lacaniana etc) e muitos de seus postulados foram colocados em xeque ou de fato abandonados (ex: a inveja feminina do pênis, a repressão sexual como fonte das neuroses etc), mas ler a obra de Freud continua fundamental como ponto de partida para muitos conceitos.

freud_by_kab3on-d38elrmFreud era um homem que não tinha receio de defender idéias novas e nem um pouco convencionais e seus insights foram a semente para a criação de uma ciência completamente nova na análise do inconsciente.

O “Futuro de uma Ilusão” continua sendo o melhor livro sobre a necessidade religiosa do ser humano, remontando sua origem no medo do vazio, na sobreposição e imitação da sociedade patriarcal.

“O Mal Estar da Civilização” trata das forças da morte, da vida e do sexo pulsando no ser humano e levando-nos aos atos mais sublimes das Artes e aos mais abjetos da violência.

Em “Psicologia das massas e análise do eu”, Freud aborda a identidade individual sendo moldada pela sociedade, o poder da propaganda no inconsciente das massas  e o poder da multidão no comportamento do indivíduo. Por fim, Compendio da Psicanálise, obra incompleta de Freud, traz um resumo de todo o seu pensamento e conceitos chaves.

O blog aborda Freud repetidamente e muitos posts podem ser encontrados aqui sobre sua vida e suas idéias.

 

 

os-homens-ofendem-mais-aos-que-amam-do-que-aos-que-temem

Nicolau Maquiavel:

obra: O Principe

Considerado o primeiro livro do ocidente escrito sobre a política real e seus artífices, sem sublimações de um mundo utópico ou de um dever-ser tão em voga na República de Platão ou na Utopia de Thomas Morus. Maquiavel trata do mundo real e não do ideal. 

O livro aborda o mundo politico e o poder sem qualquer sentimento de moral religiosa. Sua preocupação única é explicar os jogos da força política e como atingir e manter o poder. Trata-se do livro inaugural da ciência política moderna. Também é uma fonte de estudo da moral consequencialista pragmática.

 

 

Autor: Manuel Sanchez

Leitor compulsivo, amante das viagens e da boa mesa. Sou um sujeito que acredita no charme da simplicidade, que riqueza é ter tempo e que se esforça para passar longe da vulgaridade.

Gostou? Tem uma opinião diferente? Fale conosco e deixe seu feedback

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.