Zygmunt Bauman: mundo de incertezas 

A incerteza foi sempre o chão familiar da escolha.

A incerteza é o habitat natural da vida humana – ainda que a esperança de escapar da incerteza seja o motor de atividade de atividades humanas. Escapar da incerteza é um ingrediente fundamental presumido, de todas e quaisquer imagens compósitas da felicidade genuína, adequada e total sempre parece residir em algum lugar à frente: tal como o horizonte, que recua quando se tenta chegar mais perto dele.

Zygmunt Bauman

Anúncios

A importância de Zygmunt Bauman na minha vida

Hoje faleceu aos 91 anos um dos gigantes do pensamento contemporâneo, Zygmunt Bauman. O sociólogo foi um mestre no diagnóstico de nossa sociedade e um pensador crítico e arguto do mundo moderno ou, em sua expressão feliz, modernidade líquida.

Sou leitor assíduo de suas obras há vários anos. Foi através dele que me interessei por temas mais críticos e exigentes do pensamento. 

Lia os seus livros e os autores citados por ele. Da sociologia cheguei à filosofia e à psicologia e com elas desenvolvi meu senso crítico. 

Assim, a morte de Bauman é para mim a morte de um grande professor pessoal de leituras, um mestre e farol no desenvolvimento de grande parte do que se tornaram minhas análises na idade adulta e, assim, no meu amadurecimento intelectual.

Esse blog é em grande parte um amálgama de tudo que li, pensei e continuo pensando a partir da obra de Zygmunt Bauman.

Mestre.