Cosmos de Carl Sagan

Part of Image:Planetary society.jpg Original c...

A melhor resposta para a ignorância é o conhecimento.

A escuridão da superstição só pode ser afastada pela ciência. A bovinização das mentes só acabará com o acesso à educação.

Vivemos em uma sociedade altamente tecnológica, enviamos sondas ao espaço, vasculhamos milhões de anos-luz com nossos telescópios, entramos nas entranhas do genoma de inúmeros seres vivos. Conseguimos acumular uma boa dose de conhecimentos desse Universo a partir da orla desse pedacinho de pedra que chamamos de lar, que chamamos de Terra.

Mas todo esse conhecimento fica diluído no ruído de pseudociências, superstição e mistificação.

Muitas pessoas desconfiam, temem e atacam tudo que vem atrelado à ciência, preferindo viver em meio a mitos.

Como consultor e chefe de projetos da NASA, Carl Sagan participou de várias missões que enviaram naves espaciais robóticas para explorar o Sistema Solar, preparando os experimentos para várias destas expedições.

Concebeu a ideia de incluir junto aos satélites  fossem abandonar o Sistema Solar, uma mensagem universal que pudesse ser potencialmente compreensível por qualquer inteligência extraterrestre que a encontrasse.

The_Sounds_of_Earth_Record_Cover_-_GPN-2000-001978Preparou a primeira mensagem física enviada ao espaço exterior: Uma placa anodizada, acoplada a sonda espacial Pioneer 10, lançada em 1972. A Pioneer 11, que levava outra cópia da placa, foi lançada no ano seguinte.

Sagan continuou refinando suas mensagens; a mensagem mais elaborada que ajudou a desenvolver e preparar foi o Disco de Ouro da Voyager, que foi enviada pelas sondas espaciais Voyager em 1977.

Também foi o idealizador do programa SETI (sigla em inglês para search for extraterrestrial intelligence, que significa Busca por Inteligência Extraterrestre) – um projeto que tinha por objetivo analisar o máximo de sinais de rádio captados por radiotelescópios terrestres , a partir da idéia que se existe alguma forma de vida inteligente no universo, ela tentará se comunicar com outra formas de vida através de ondas eletromagnéticas (sinais de rádio), pois estas representam a forma de transmissão de informação mais rápida conhecida.

cosmos

Ele também encontrava tempo para a divulgação da ciência para o público leigo.

A  série Cosmos, de 1980, produzida e narrada pelo cosmólogo foi a primeira grande produção de divulgação científica feita por uma rede de TV e o livro que veio junto com a série ainda é o livro de divulgação científica mais vendido da história.

Na época, a série foi violentamente atacada pelo meio científico que a considerou uma perda de tempo, ao levar para a população em geral temas tão complexos.

Carl Sagan refutava seus pares, declarando que este era o verdadeiro trabalho da ciência: servir como uma luz para aqueles que justamente a desconhecem, tornando-se acessível e a partir de então, respeitada.

Tornou-se a série de divulgação científica mais assistida da História. Acredita-se que atingiu mais de 500 milhões de pessoas ao longo de 3 décadas. 

Veja neste link do Youtube toda a série Cosmos on line

E neste link, selecionei algumas frases do renomado cientista.

No ano de 2014,  a série Cosmos ganhou um remake, igualmente de soberba qualidade com apresentação dos cosmólogo Neil deGrasse Tyson.

Anúncios

Os melhores livros de Carl Sagan 

Carl Sagan foi um autor fundamental na minha formação. Cientista renomado envolvido com os projetos mais importantes da NASA durante os anos 70 e 80, enfureceu o mundo acadêmico quando começou a escrever livros de divulgação científica para leigos. 

Até hoje, sua série de Tv Cosmos e o livro de mesmo nome são os veículos de comunicação científica mais vistos e acessados pelo grande público, tendo a serie recebido um remake recente com os astrofísico Neil deGrasse Tyson.

Os melhores   livros de Carl Sagan na minha opinião :

1. Cosmos (1980)

2. Os Dragões do Éden  (1977)

3. O mundo assombrado pelos demônios  (1995)

4. Bilhões e bilhões 

5. Contato (1985) — único romance que o autor escreveu 

6. Pálido Ponto Azul (1994) 

Gigantes da Ciência

image

“Se vi mais longe foi por estar de pé sobre ombro de gigantes.”
(Isaac Newton)

Tales de Mileto. Pitágoras de Samos. Euclides de Alexandria. Leonardo da Vinci. Nicolau Copérnico. Galileu Galilei. Johannes Kepler. Blaise Pascal. Isaac Newton. Benjamin Franklin. Lavoisier. Alessandro Volta. John Dalton. Alexander von Humboldt. André-Marie Ampère. Michael Faraday. Charles Darwin. Johan Gregor Mendel. Louis Pasteur. James Clerk Maxwell. Alexander Graham Bell. Nikola Tesla. Marie Curie. Albert Einstein. Niels Bohr.

Compartilhamento de idéias no combate à ignorância

image

“Por que o compartilhamento de ideias pode resultar na diminuição da violência? Existem muitos motivos. O mais óbvio é a exposição da ignorância e da superstição.

Uma população conectada e educada está fadada a perder o condicionamento em crenças venenosas – como que membros de outras etnias são naturalmente inferiores, que os problemas econômicos e militares existem por causa das minorias, que mulheres não se importam com o estupro, que crianças precisam apanhar para se socializarem, que homossexuais escolhem suas opções com base num modo de vida degenerado, que animais são incapazes de sentir dor.

A exposição destas crenças, que convidam à violência ou que a toleram, lembra a sábia máxima de Voltaire: aqueles que conseguem fazer com que você acredite em absurdos podem fazer você cometer atrocidades.”

Steven Pinker, Psicólogo experimental e cognitivo, teórico evolucionista, linguista e escritor canadense

“Poeira das Estrelas” – Resenha dos livros de Marcelo Gleiser

cientistas-brasileiros-4

A primeira parte das resenhas de 2015 foi dedicada aos livros de ficção, então nessa segunda parte eu vou indicar ótimos livros nacionais de divulgação científica.

Estava relendo as obras “Mundos Invisiveis” e “Poeira das Estrelas” do astrônomo  Marcelo Gleiser.

Os livros foram lançados juntamente com uma série de tv e infelizmente não se encontram mais em catálogo, mas podem ser achadas em sebos e no site consolidado de sebos “Estante Virtual” (aliás, uma ótima dica para procurar livros).

Os livros seguem a linha de divulgação capitaneada por autores como Carl Sagan e Asimov: abordagem clara e didática dos assuntos científicos, voltada para leigos e cheia de informações e curiosidades históricas.

241998_t_1504101116           Poeira_das_estrelas

“Poeira das Estrelas” é uma obra de cosmologia, onde Marcelo Gleiser aborda os principais pontos da evolução do Universo e o caminho que a ciência percorreu para chegar às conclusões atuais sobre o Big Bang, formação das galáxias, origens do sistema solar, da vida na Terra, matéria e energia escuras, assim como a possibilidade de vida alienígena. 

“Mundos Invisíveis” trata da evolução da química e das relações existentes entres os componentes da matéria, iniciando-se nos filósofos pré-socráticos até os conceitos modernos da quimica subatômica. Extremamente didático, o livro faz uma combinação perfeita com seu coirmão focado nos conceitos da física.

Os livros são ótimos  e mesmo os leitores com maior bagagem científica chegarão ao fim da leitura aprendendo uma ou outra coisa nova. 

Os vídeos com os programas de Tv também podem ser encontrados pelo Youtube, mas os links não são muitos estáveis.

Poeira das Estrelas:

Mundos Invisíveis: episódio 1