Freud: na frente de luta contra a repressão das mentes e dos corpos 

“A psicanálise já encerra em si mesma fatores revolucionários suficientes para garantir que todo aquele que nela se educou jamais tomará em sua vida posterior o partido da reação e da repressão” 

(Sigmund Freud)

Anúncios

Freud e os ataques à arte 

“Talvez chegue o dia em que os quadros e estátuas que hoje admiramos venham a ficar reduzidos a pó, ou que nos possa suceder uma raça de homens que venha a não mais compreender as obras de nossos poetas e pensadores”

(Sigmund Freud, no texto “Sobre a Transitoriedade”)

Nietzsche e Freud em lições sobre o inconsciente

Nietzsche preparou todo o arcabouço teórico sobre o inconsciente. Mas ao seu estilo próprio , usou de textos curtos, aforismos e insights para descrever a analogia entre o nosso consciente e o inconsciente: o primeiro seria apenas um pequeno facho de luz em um  oceano turbulento irrigado por estímulos e ideias que nos moldam sem que percebamos. Somos menos racionais do que nos gabamos. E nosso suposto livre arbítrio pode ser apenas a justificação de decisões que já tomamos em um plano inconsciente.

Freud partiu deste ponto e passou a estudar o assunto colocando-o à prova em centenas de casos clínicos, descrevendo seus atendimentos em artigos e livros. Suas observações e teorias de como funcionava a relação do inconsciente com o consciente e as pulsões daí resultantes deram origem à psicanálise.

-Manuel Sanchez