Saudades de minha mulher 

“Mulheres têm um idioma todo particular. Elas falam duas coisas ao mesmo tempo. São várias expressões que não podem ser compreendidas ao pé da letra. Apresentam um sentido totalmente diferente daquilo que a gente pensava.” Fabrício Carpinejar

Anúncios

Dia de ouvir: Canto de Ossanha (Vinícius de Moraes)

E para quem vê  mas não enxerga, Ossanha é o Orixá que cuida e governa as folhas e ervas. Sem ervas não há banhos ou oferendas. E nem os trabalhos de amor, tema da música.

O disco  AfroSamba é uma pérola da música popular brasileira com clássicos que remetem em suas letras à cultura africana, fundamental para entender o caldo cultural brasileiro.

– Manuel Sanchez 

Poesia na vida: Vinicius de Moraes, Tudo de amor que existe 

Tudo de amor que existe em mim foi dado.

Tudo que fala em mim de amor foi dito.

Do nada em mim o amor fez o infinito

Que por muito tornou-me escravizado.

Tão pródigo de amor fiquei coitado.

Tão fácil para amar fiquei proscrito.

Cada voto que fiz ergueu-se em grito

Contra o meu próprio dar demasiado.

Tenho dado de amor mais que coubesse

Nesse meu pobre coração humano

Desse eterno amor meu antes não desse.

Pois se por tanto dar me fiz engano

Melhor fora que desse e recebesse

Para viver da vida o amor sem dano.~

Vinícius de Moraes

Vinicius & Pixinguinha: Nós somos um poema

Na foto temos Vinicius de Moraes acompanhado dos também mestres Pixinguinha, Dorival Caymmi e Baden Powell. Ele segura o disco “The Wonderful World of Antonio Carlos Jobim”, clássico de 1965 que segue sendo uma obra-prima da música brasileira até hoje.

Abaixo, seguem dois links.

O primeiro é  o documentário “Nós somos um poema” a respeito da parceria de Vinicius de Moraes e Pixinguinha, o poetinha com o príncipe do chorinho.

O segundo é um trecho de show onde o poetinha descreve seu primeiro encontro com Pixinguinha.